Calimeros e eusébios

Ontem vi um daqueles programas de debate futebolístico com representantes dos “três grandes”. A propósito do jogo da Luz, os representantes do SLB e do FCP passam meia-hora a discutir quem foi mais prejudicado (com incursões ao passado, incluindo o famoso “tabu Pedro Proença” do Benfica). Quando o representante do Sporting começa a aventurar-se pelos mesmos terrenos a respeito do jogo da véspera, lá vem a conversa do “calimero”. Vão-se encher de moscas.

Quanto ao clube dos eusébios, a conversa é outra. Eu gostava mesmo do Eusébio (até lhe saquei, um dia, um autógrafo para os meus filhos) e também fiquei triste quando morreu, mas quando vi o primeiro benfiquista “de responsabilidade” (menos de 24 horas depois da morte do homem) a pedir um campeonato “em homenagem ao Eusébio”, vi logo o filme todo dali para a frente. Uma equipa que andava a arrastar-se por aí a empatar com o Arouca e a ganhar com chouriços e golos em fora-de-jogo, apareceu ontem remoçada. Tudo em “nome do Eusébio”. Para já a pastilha deu para ganhar ao Porto. Resta saber se dura até ao fim do campeonato. Se durar, é mais um que lhe ficam a dever.

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s