Agora a sério: os bancos são privados?

O Mecanismo Europeu de Estabilização vai dedicar uma parte da sua capacidade à recapitalização de bancos.

Agora a sério: se as autoridades nacionais (e europeias) estão dispostas a subsidiar em permanência e de forma directa uma determinada actividade económica; se estão dispostas a utilizar os contribuintes como garantia última de sobrevivência das empresas dessa actividade económica; então essa actividade não merece bem a designação de privada. Tudo bem (ou tudo mal, para o caso tanto faz): a sociedade pode chegar ao consenso de que a banca é uma actividade especial que merece o permanente apoio público. Mas isso tem de ter consequências: a propriedade não pode continuar a ser exclusivamente privada, o contribuinte tem de entrar no capital e na administração através de um qualquer representante. Parece mau. Pois parece, mas ainda pior é dar o dinheiro sem sequer tentar encontrar uma forma (por má que seja) de o controlar.
PS – Não era este mês que o capital do BANIF regressava quase inteiramente a mãos privadas?

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s