Teremos sempre as Malvinas

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, exige ao Reino Unido que devolva as ilhas Falkland à Argentina. É um clássico local: já em 1982 o ditador Videla, perante a crise económica e política, fez o mesmo. E a coisa aparece sempre estribada numa conversa anti-colonial. É estranho: a Inglaterra já foi um grande império colonial; mas a Argentina ainda hoje é um país colonial, onde predomina a população de origem europeia e os indígenas foram aniquilados com dedicação. E pouco importará, certamente, que os habitantes das ilhas queiram, numa proporção de quase 100%, continuar a ser governados pela Inglaterra. Importa é criar uma colónia.

Advertisements


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s