Nós somos a Grécia

A excitação de hoje é a queda das taxas de juro da dívida pública portuguesa a 10 anos para níveis inferiores a 7%. Não se pense que é por nós. É pela Grécia: a última renegociação (aquela que também nós quisemos, não quisemos e quisemos outra vez) deu a entender que a troika estava disposta a fazer tudo para salvar o euro. Tudo, incluindo salvar a Grécia. Ora, quem salva a horrível Grécia, a fortiori salva o maravilhoso Portugal. Ontem, mais do que os juros portugueses, caíram os gregos, ao mesmo tempo que a dívida grega voltou a ser aceite pelo BCE como garantia. Não vale a pena iludirmo-nos: nós somos a Grécia. Aliás, a Europa é a Grécia (para o bem e para o mal e queira ou não queira).

Advertisements

One Comment on “Nós somos a Grécia”

  1. Anonymous says:

    […] Luciano Amaral, no Crise Crónica (obrigado ao Pedro Lains), lembra-nos que "Nós somos a Grécia". Uma simples análise à correlação entre as taxas […]


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s